terça-feira, 18 de março de 2014

LAMPARINA, UMA OPÇÃO PARA RESOLVER O APAGÃO NO BRASIL.

Srs


Agora vamos botar um pouquinho no entendimento de engenharia como se acende a LAMPARINA.

1. Você vai precisar do gás ou popularmente conhecido por querosene.

2. Pavio feito de fibra preferencial têxtil.

3. Caixa de fósforos ou isqueiro.

4. Vai precisar de oxigênio, mas não se preocupe você já tem na natureza.



Vamos acender a lamparina:

Se você já tem todo esse material acima listado vamos acender a lamparina e como primeiro cuidado certifique-se que o pavio está umedecido de gás, conferido esse cuidado deixe a lamparina encima de uma mesa e ou local para que você possa fazer o acendimento propriamente dito.

Pegue o fósforo e ou isqueiro no caso do fósforo risque o fósforo e leve cuidadosamente a chama do fósforo para que a mesma tenha contato com o pavio e pronto nesse momento se inflama o pavio e a luz está acesa.





Comento:

Esse processo conheço desde meus tempos de Soledade lugarzinho distrito da cidade de Itapajé CE que se destaca pelas suas belezas naturais de serranias e olhos d’água e e não acredito que voltemos a tanto porém pareça ilário mas se não fizermos o nosso dever de casa e tirar a energia de nossos potencias voltaremos a essa situação temos que aceitar essa lógica numa época que usamos tecnologia "android" e "Whatsapp" nos celulares.



Não perco a oportunidade como cearense que somos de esclarecer a todos que me preocupa o modelo de matriz energética que se estabelece no Brasil de geração de energia a fósseis nas minhas incursões trabalhando em geração de energia, acredito e testemunho que temos alternativas como o potencial hídrico (usar com moderação), potencial eólico (usar a vontade), potencial solar (usar a vontade), maré motriz (usar a vontade) renováveis (usar com moderação) e não condeno as termelétricas onde me especializei, mas que sejam mantidas como "standy by" a serem usadas como agora para acudir uma necessidade de falta de energia dada a baixo nível de nossos reservatórios.



Também posso afirmar que se depender de potenciais para gerar energia aqui no Brasil nós somos mínimo uns abençoados como citei acima agora é lamentável que os gestores públicos não façam os investimentos certos, também entendo se coisas estão nesse estado nós temos nossa parcela de culpa não cobramos na verdade o trabalho certo desses homens que pagamos a preço de peso de ouro para fazer a gestão publica do bem comum e muitos deles como sempre se excluindo os homens de bem roubam e cometem todos os desatinos contra a sua própria nação.

Quais são os nomes deles? Não tenho nenhum interesse de “jogar bosta no ventilador” se me perdoam essa forma didática de se explicar, mas uma coisa tenham certeza o fedor será grande e por todo canto que se imagine.



Postar um comentário