domingo, 21 de julho de 2013

Curso NR 35 - SEGURANÇA E SAÚDE EM ALTURA




CURSO NR 35
TRABALHO EM ALTURA

Introdução
:

Uma das principais causas acidentes de trabalho graves e fatais se deve a eventos envolvendo quedas de trabalhadores de diferentes níveis.
Os riscos de queda em altura existem em vários ramos de atividades e em diversos tipos de tarefas. A necessidade de criação de uma norma mais ampla que atendesse a todos os ramos de atividade se fazia necessária para que estes trabalhos fossem realizados de forma segura.
Por isso a presente norma regulamentadora foi elaborada pensando nos aspectos da gestão de segurança e saúde do trabalho para todas as atividades desenvolvidas em altura com risco de queda.
Como existe uma infinidade de diferentes trabalhos em altura, com dinâmicas diferenciadas, esta norma propõe a utilização dos preceitos da antecipação dos riscos para implantação de medidas de prevenção contra quedas.
Estamos falando da NR – 35 – Trabalho em altura.

Conteúdo programático:
Leitura comentada da Norma NR – 35
► Conceitos básicos: Linhas de vida, Andaimes, Plataformas e afins.
► Uso de EPIs cinto de segurança Talabarte, Trava Queda.
► Uso de EPCs Linhas de vida horizontal e vertical, andaimes.
► Entendimento de APR, HAZOP, PT usados em trabalho em altura.
► CHECK LIST usados em trabalho em altura.
► Prática do uso correto do cinto de segurança.
► Observações sobre uso de plataformas usadas em trabalho em altura.
► Procedimentos para realização de trabalho em altura.
► Atitudes de percepção de riscos em trabalho
em altura..

Metodologia:

► Apresentação do assunto de forma discursiva com base em vivencias profissionais.
► Vídeo demonstrativo de trabalho em altura.
► Pratica de Elaboração de POP - Procedimento de Operacional Padrão.
► Fornecimento de Certificado.
► Duração mínima: 8hs.
Publico Alvo:
Colaboradores da área de montagens, manutenção e operação e outras funções que tenham que
executar tarefas em altura apartir de 2m com relação ao plano de referencia cota zero para essa elevação medida.


Eng° José Vilmar.
Engenheiro Mecânico UFC, Pós-Graduação: Engenharia de Controle e Automação Industrial UFC/UFPR - Engenharia de Segurança do Trabalho UNIFOR - Técnico em mecânica de máquinas ETFCE/CEFET-Técnico em Eletrônica / OCCIDENTAL SCHOOLS/CF-Parecer: Nº. 699/72 – Técnico em Manutenção de Equipamentos Eletrônicos NUTEC-CE.
Gestor de Manutenção Industrial: Termelétricas – Hidroelétricas – Offshore/Plataformas em mecânica, elétrica, instrumentação e manutenção de guindastes – Têxteis - Paradas de manutenção em refinaria – Gestão de QSMA e Docência nível CEFET – Experiência internacional de transferência de tecnologia Itália/Brasil em curtumes apartir da etapa wet-blue, transferência de tecnologia Portugal/Brasil em Geração de Energia Turbina a vapor fonte básica apartir do carvão mineral com entendimento de processo, montagem de equipamentos, treinamento de pessoal para start-up, operação e manutenção industrial.
Consultor de engenharia de manutenção Industrial, segurança do trabalho e qualidade independente: Comissionamento, avaliação e adequação das NRS, elaboração de PPRA, Cursos de Espaço Confinado NR 33, Trabalho em alturas NR 35, NR 10 Serviços de perícias, laudos técnicos, treinamentos de capacitação técnica e palestras de conscientização das normas: ISO 9001 – ISO 14000 – OSHA 18001 - SA 8000 e em especial oriento equipe de profissionais a desenvolverem seus POP - Procedimento Operacional de Tarefa.



 

CURSO DE NR 35 – TRABALHO EM ALTURA
PROMOVIDO PELO EMPREGADOR
PROVA DE CAPACITAÇÃO TEÓRICA
 

marque a opção certa dentre as alternativas dos temas apresentados durante a exposição da Norma NR – 35.
1.APR – Analise Preliminar de Riscos:
Marque com X as duas opções corretas.
[   ]  Considera o risco de queda de materiais e ferramentas;
[   ]  Não Considera o risco de queda de materiais e ferramentas;
[   ]  A APR deve ser elaborada antes dar realização do trabalho em altura;
[   ]  A APR deve ser elaborada depois dar realização do trabalho em altura;

 2. Para o trabalhador que vai for trabalhar em altura:Marque com X as duas opções corretas.
[   ] É exigido exame médico voltado às patologias que poderão originar mal súbito e queda de altura, considerando também os fatores psicossociais.
[   ]  No procedimento para realização em trabalho em altura antes da atividade aconselha verificar a pressão do trabalhador.
[   ] Não é exigido PT – Permissão de trabalho para liberação do trabalho em altura.
[   ] Não se usa linha de vida em trabalhos em telhados.


3. Referente a NR 35, o empregador deve realizar treinamento periódico bienal e sempre que ocorrer quaisquer das seguintes situações:Marque com X as duas opções corretas.

[   ] Na mudança nos procedimentos, condições ou operações de trabalho;
[   ] Na mudança de empresa.
[   ] Não é necessário fazer o treinamento periódico bienal da NR 35.
[   ] O treinamento periódico da NR 35 é de 4 em 4 anos.

 
4.Faça a relação correta entre as colunas:
1° Coluna dos EPIs usados em trabalho em altura.
[ 1 ] Cinto de segurança tipo paraquedista.
[ 2 ] Talabarte
[ 3 ] Trava-queda
[ 4 ] Absorvedor de energia

2° Coluna da definição dos EPIs usados em trabalho em altura.
[   ] Dispositivo destinado a reduzir o impacto transmitido ao corpo do  trabalhador e sistema de segurança durante a contenção da queda
 
[   ] Dispositivo de segurança para proteção do usuário contra quedas em operações com movimentação vertical ou horizontal, quando conectado com cinturão de segurança para proteção contra quedas.

[   ] Dispositivo de conexão de um sistema de segurança, regulável ou não, para sustentar, posicionar e/ou limitar a movimentação do trabalhador.

[   ] Equipamento de Proteção Individual utilizado para trabalhos em altura onde haja risco de queda, constituído de sustentação na parte inferior do peitoral, acima dos ombros envolto nas coxas.

 
 

 
 
Postar um comentário